Sobre

Dragon Ball Z interrompido em 11/09 se refere a um boato famoso de que o anime Dragon Ball Z, passando na programação da TV Globinho, teria sido interrompido por um Plantão da Globo para anunciar o atentado terrorista de 11 de setembro de 2001 contra as torres gêmeas dos Estados Unidos.

Geralmente, se relata que o personagem Goku estaria prestes a se transformar em “Super Saiyajin 3”, e a interrupção ocorreu durante a transformação, frustrando os telespectadores que estavam assistindo TV Globinho.

Propagação

Existem relatos do suposto interrompimento de transmissão desde 2008.2 Um dos veículos de propagação, de acordo com Boatos.org, foi uma postagem da página de Facebook Fatos Desconhecidos, com o título “11 de setembro: Veja o episódio de Dragon Ball que foi interrompido pela transmissão do atentado de 2001”.1 Diversos vídeos de YouTube também perpetuaram o boato, e relatos de pessoas que realmente acreditaram terem visto ao vivo.3

Desmitificação

Se conclui que esse evento não pode ter acontecido, devido a TV Globinho não ter sido transmitida na hora em que ocorreu o plantão sobre os atentados às torres gêmeas. Durante a transmissão, sendo a primeira às 9h45, estava sendo transmitindo “Bambuluá”, de Angélica. A segunda interrupção foi feita às 10h. Como a transmissão de Dragon Ball Z seria às 11h30, não teria como ter sido interrompida com os plantões da Globo.3


Clique para ver no tamanho original

A suposta grade de programação da Globo (imagem acima) foi compartilhada em redes sociais como Facebook e Twitter, de forma a comprovar que Dragon Ball Z não teria passado no horário do Plantão da Globo.

Referências externas

1 Boatos.org – Dragon Ball Z foi interrompido no 11 de setembro, diz lenda urbana

2 MDig – Sete anos depois do 11 de setembro (comentários)

3 Na telinha – “ As falsas memórias no 11 de setembro sobre a interrupção de ‘Dragon Ball Z’

Interesse de pesquisa

Entradas relacionadas 7

Vídeos recentes 0 no total

Não há vídeos disponíveis

Imagens recentes 1 no total

Comentários de Facebook

Seção de comentários